Polícia

Três são presos acusados de ataque a índios no interior de Mato Grosso do Sul

Todos foram detidos em cumprimento de mandados de prisão temporária e estão na custódia da PF em Ponta Porã.

Arquivo Publicado em 01/12/2011, às 11h20

None

Todos foram detidos em cumprimento de mandados de prisão temporária e estão na custódia da PF em Ponta Porã.

A Polícia Federal de Ponta Porã (346 km de Campo Grande), prendeu nesta terça-feira (30), três suspeitos do ataque aos índios da etnia guarani kaiowá no acampamento Tekohá Guaiviry, (entre Amambai e Ponta Porã) e no desaparecimento do cacique Nísio Gomes no último dia 18 de novembro.

Os três foram detidos em cumprimento de mandados de prisão temporária e estão na custódia da PF em Ponta Porã.

Segundo índios guarani da região, no último dia 18 pela manhã um grupo de homens em veículos e armados, chegou ao local e passou a disparar com armas de fogo e tiros de borracha contra os indígenas.

Cerca de 60 pessoas foram dispersadas na mata, e o cacique Nísio Gomes, de 59 anos, está desaparecido deste então. Segundo um filho dele, o líder indígena teria sido executado. Também há a informação do sumiço de uma mulher e uma criança.

Jornal Midiamax