Polícia

Polícia reconstitui atropelamento por taxista que matou jovem no centro de Campo Grande

Polícia interditou a avenida na manhã desta quarta-feira (21) para colher mais detalhes do crime.

Arquivo Publicado em 21/12/2011, às 14h12

None
1009070451.jpg

Polícia interditou a avenida na manhã desta quarta-feira (21) para colher mais detalhes do crime.

A auxiliar de título e valores Alessandra Larrea Barcelos da Silva, 25 anos, morreu na madrugada desta quarta-feira (21), de traumatismo craniano encefálico, após ser atropelada por uma taxista ontem, por volta das 23h.

O acidente ocorreu no cruzamento da Avenida Afonso Pena com a Rua 14 de Julho. De acordo com os mototaxistas que presenciaram a cena, a vítima corria pela 14 de julho para pegar um ônibus quando a taxista, que trabalha no ponto da 14 de julho, não respeitou o semáforo e virou na avenida, atropelando Alessandra.

A vítima foi socorrida e encaminhada para a Santa Casa, mas não resistiu aos ferimentos. “Ainda temos de averiguar ao certo o que aconteceu. A Alessandra pode ter caído, tropeçado e depois atropelada. Mas, de qualquer maneira, a taxista Aparecida será indiciada por homicídio culposo. Nessas horas ninguém respeita semáforo e ela pode ter arrancado em alta velocidade, mas tudo será analisado”, afirma o delegado Wellington de Oliveira.

A taxista Aparecida Dantas dos Santos, 42 anos, de acordo com o delegado Oliveira, será ouvida hoje à tarde. “Na delegacia já está um mototaxista que viu o momento do acidente e a previsão é que a condutora do veículo seja ouvida ainda hoje”, diz o delegado.

Por volta das 9h40 desta quarta-feira (21), uma equipe compareceu no local para fazer perícia. A Avenida Afonso Pena, entre as ruas 14 de Julho e 13 de Maio, foi interditada. Os soldados da polícia militar tiveram de orientar os motoristas e muitos curiosos que se aglomeravam no local.

“A interdição foi necessária porque temos de colher provas. Achamos uma mancha de sangue e vamos medir a distância desta marca até a faixa do pedestre, para saber se ela foi arrastada e tentar achar mais detalhes, para esclarecer o crime”, explica o delegado.

Jornal Midiamax