Polícia

Polícia aguarda laudos para esclarecimentos sobre morte de porteiro

A polícia ainda não tem novidades sobre o assassinato do porteiro Leonardo da Silva Oliveira, de 24 anos, morto a tiros, na manhã de domingo (23), na avenida Marechal Deodoro, próximo a coveniência do Jarrão, em Campo Grande. O delegado Márcio Shiro Obara, do 5º DP, que está no caso, comentou que as investigações estão […]

Arquivo Publicado em 01/02/2011, às 14h16

None

A polícia ainda não tem novidades sobre o assassinato do porteiro Leonardo da Silva Oliveira, de 24 anos, morto a tiros, na manhã de domingo (23), na avenida Marechal Deodoro, próximo a coveniência do Jarrão, em Campo Grande.

O delegado Márcio Shiro Obara, do 5º DP, que está no caso, comentou que as investigações estão em andamento, mas não pode revelar as apurações para não atrapalhar o inquérito. O delegado disse apenas que aguarda a conclusão dos laudos do local, de necropsia e de balística, que deve ficar pronto até dia 24 deste mês.

Pelo menos seis pessoas entre testemunhas já prestaram depoimentos.

O caso

De acordo com testemunhas, momentos antes do crime, a vítima e outras pessoas teriam discutido na conveniência. Depois, a uma quadra do local, o jovem aguardava um amigo numa esquina quando foi surpreendido dois homens em uma motocicleta Titan, de cor preta, que atiraram duas vezes contra ele.

Leonardo foi atingido no abdômen e tórax. Uma equipe do Samu (Serviço de Atendimento Móvel de Urgência) tentou socorrê-lo, mas ele não resistiu e morreu numa calçada.

Jornal Midiamax