Polícia

Na cadeia, ‘Homem-Aranha’ rabisca o nome na parede da cela e é indiciado pela Polícia

Detido desde o último sábado, 19 de março, em uma cela do 1º Distrito de Polícia Civil de Corumbá acusado de ameaça; cárcere privado e estupro, Fábio Camargo Martins, 26, conhecido como “Homem-Aranha” foi indiciado por danos ao patrimônio público, informou o delegado Enilton Zalla. De acordo com o delegado, o acusado rabiscou a palavra […]

Arquivo Publicado em 24/03/2011, às 00h47

None

Detido desde o último sábado, 19 de março, em uma cela do 1º Distrito de Polícia Civil de Corumbá acusado de ameaça; cárcere privado e estupro, Fábio Camargo Martins, 26, conhecido como “Homem-Aranha” foi indiciado por danos ao patrimônio público, informou o delegado Enilton Zalla.


De acordo com o delegado, o acusado rabiscou a palavra “Homem-Aranha” pelas paredes da cela. Tipificado no Código Penal Brasileiro, dano contra o patrimônio da União, Estado, Município, prevê pena de detenção de seis meses a três anos, além de multa.


Pelos três primeiros crimes cometidos contra a ex-mulher, “Homem-Aranha” pode pegar penas cumulativas que somam dez anos de prisão, acredita o delegado Enilton Zalla. O crime de ameaça dá pena de 1 a 6 meses de reclusão; sequestro e cárcere privado de 1 a 3 anos, aumentando de 2 a 5 anos se a vítima é cônjuge, companheiro. Estupro, que é crime hediondo garante de 6 a 10 anos de prisão.


Ao vistoriar o celular de Fábio – quando foi detido no dia 19 -, a Polícia encontrou fotos dele e de outros rapazes exibindo armas (uma pistola 9 milímetros e um revólver calibre 38)e treinando abordagens de assalto. A Polícia segue investigando o caso.

Jornal Midiamax