Polícia

Homem morto em Ponta Porã havia sido preso no Paraguai

O brasileiro Vanderlei José do Nascimento, de 33 anos, conhecido por ‘Fábio’, ‘Tita’ ou ‘Titinho’, executado com vários tiros no início da noite desta quarta-feira (21) na frente de uma cocheira do Jóquei Clube de Ponta Porã, já havia sido preso em 2008 pela Senad (Secretaria Nacional Antidrogas) do Paraguai, informou a polícia paraguaia. Nascimento […]

Arquivo Publicado em 22/09/2011, às 23h09

None

O brasileiro Vanderlei José do Nascimento, de 33 anos, conhecido por ‘Fábio’, ‘Tita’ ou ‘Titinho’, executado com vários tiros no início da noite desta quarta-feira (21) na frente de uma cocheira do Jóquei Clube de Ponta Porã, já havia sido preso em 2008 pela Senad (Secretaria Nacional Antidrogas) do Paraguai, informou a polícia paraguaia.


Nascimento foi assassinado por quatro elementos armados de fuzis e pistolas 9 milímetros, que teriam chegado em um veículo GM/Astra, cor prata. Segundo as autoridades paraguaias, Wanderlei havia sido preso durante operação realizada na Fazenda Jericó, em Cerro Coraí, em Pedro Juan Caballero, no dia 13 de outubro de 2008.


Na época, agentes antidrogas acompanhados do fiscal (promotor de Justiça) Julian Rodriguez, entraram na fazenda com mandado de busca e apreensão e prenderam quatro brasileiros e um paraguaio, suspeitos de atuarem no narcotráfico.


Um dos presos era Vanderley José do Nascimento. Segundo a polícia paraguaia, ‘Tita’ também era suspeito de ter participado do assassinato e esquartejamento do traficante Peter Quevedo, ocorrido ano passado em Pedro Juan Caballero.

Jornal Midiamax