Polícia

Em nota, PM diz que policial acionou os bombeiros após atirar em esposa

A assessoria da Polícia Militar confirmou oficialmente que o soldado Paulo César Lucas Batista, 42, entregou-se após matar a própria esposa, a agente de saúde, Luciana Chaves Farias, de 34 anos nesta madrugada. Segundo a polícia, o policial acionou o Corpo de Bombeiros para prestar atendimento para a vítima. A PM informou que não consta em sua […]

Arquivo Publicado em 30/01/2011, às 19h20

None

A assessoria da Polícia Militar confirmou oficialmente que o soldado Paulo César Lucas Batista, 42, entregou-se após matar a própria esposa, a agente de saúde, Luciana Chaves Farias, de 34 anos nesta madrugada. Segundo a polícia, o policial acionou o Corpo de Bombeiros para prestar atendimento para a vítima.

A PM informou que não consta em sua Corregedoria ocorrência de violência doméstica na qual o policial é autor. A assessoria afirma que existe boletim de ocorrência do mesmo tipo tendo o soldado como vítima.

O que pode ocorrer nesses casos, de acordo com a PM, é que o B.O. feito pela agente de saúde pode não ter sido direcionado pela Polícia Civil à Corregedoria da Polícia Militar.

Ainda segundo a PM, foi oferecido auxílio de assistência social e fúnebre que não foi aceito pela família.

Jornal Midiamax