Polícia

Policial civil de folga frustra negociata de arrastador de carro em Campo Grande

O policial civil W.M., lotado na Delegacia de Pronto Atendimento (Depac), centro, impediu a ação de um homem que havia furtado um veículo modelo Fiat Uno e tentava vender os bancos de couro em um lava jato, no bairro Aero Rancho, em Campo Grande, no dia 24 de dezembro. Ezequiel Dias dos Santos, o Zica, […]

Arquivo Publicado em 28/12/2010, às 18h00

None

O policial civil W.M., lotado na Delegacia de Pronto Atendimento (Depac), centro, impediu a ação de um homem que havia furtado um veículo modelo Fiat Uno e tentava vender os bancos de couro em um lava jato, no bairro Aero Rancho, em Campo Grande, no dia 24 de dezembro.

Ezequiel Dias dos Santos, o Zica, furtou o Fiat Uno utilizando uma chave mixa, no bairro Monte Líbano, no final da tarde do dia 24 de dezembro. Ele vendeu uma cadeirinha para acomodar criança no banco traseiro e depois foi até um lava jato no bairro Aero Rancho, onde ofereceu os bancos de couro do carro por R$ 150,00.

O policial civil W.M. também estava no local, de folga, para deixar seu automóvel para lavar. Ele acompanhou a tentativa de negociação entre Ezequiel e pessoas que estavam no estabelecimento. Com preço inicial de R$ 150,00, Zica foi baixando o preço até chegar a R$ 50,00 pelos dois bancos de couro.

Desconfiado, o policial civil solicitou checagem da placa do carro via Ciops, mas, de imediato, nada foi constatado de irregular, pois a proprietária ainda não havia feito o boletim de ocorrência. “Eu insisti com o Ciops porque achei o preço muito barato, mas disseram que estava tudo ok. Não passou muito tempo me ligaram de lá relatando que a proprietária tinha acabado de informar sobre o furto’, recorda-se.

Com a constação do furto, W.M. deu voz de prisão a Ezequiel e depois foi lavrado termo de auto de prisão em flagrante delito. Zica, posteriormente, foi encaminhado para a Delegacia Especializada de Roubos e Furtos (Derf).


Passagens


Zica acumula passagens pela polícia pela prática de lesão corporal (três vezes), furto na forma tentada, receptação e três furtos.

Jornal Midiamax