O secretário de Defesa, Lloyd Austin, foi hospitalizado no domingo, 11, após sintomas que indicam um “problema emergente na bexiga”, informou o Pentágono. Em comunicado, o Pentágono disse que Austin foi levado por seus seguranças para o Centro Médico Militar Nacional Walter Reed por volta das 14h20 do domingo.

Austin, de 70 anos, “mantém as funções e deveres de seu cargo”, segundo o secretário de imprensa do Pentágono, major-general Pat Ryder. Ele acrescentou que a vice-secretária de Defesa, Kathleen Hicks, foi notificada e está preparada para assumir as funções de Austin “se necessário”.

O presidente do Estado-Maior também foi notificado, assim como a Casa Branca e alguns membros do Congresso.

O secretário participaria a partir de terça-feira de uma reunião do grupo de contato da em Bruxelas, grupo que coordena o apoio militar àquele país após a invasão da Rússia. Depois disso, ele deveria participar de uma reunião regular dos ministros da defesa da Organização do Tratado do Atlântico Norte (Otan).

O Pentágono não esclareceu no domingo se as participações estão mantidas.

Austin foi diagnosticado com câncer de próstata em dezembro. Ele foi criticado por não ter divulgado o diagnóstico e suas subsequentes hospitalizações em dezembro e janeiro e nem ter informado o presidente dos EUA, Joe Biden, sobre a doença. Fonte: Associated Press

Saiba Mais