A primeira-ministra da Elisabeth Borne renunciou ao posto nesta segunda-feira, 8 seguindo uma possível reformulação do gabinete ministerial do presidente Emmanuel Macron, que se reuniu com ela no domingo. O mandatário elogiou o trabalho de Borne no cargo em sua conta na rede social “X”, e disse que o serviço à nação foi “exemplar todos os dias”.

“Você implementou nosso projeto com a coragem, o comprometimento e a determinação das mulheres de Estado. De todo o coração, obrigado”, escreveu Macron, que ainda não nomeou sucessor.

O presidente e o seu governo têm lutado para lidar com legisladores mais turbulentos para aprovar leis desde que perderam a maioria absoluta no parlamento pouco depois de Macron ter sido reeleito para um segundo mandato em 2022. A derrota em um projeto de imigração desencadeou uma crise nas últimas semanas.

(Agência Estado)