O anunciou, nessa segunda-feira (15), que lançou ataques contra um “quartel-general de e de reunião de grupos terroristas anti-iranianos” nas proximidades do consulado dos Estados Unidos em Erbil, capital da região autônoma do Curdistão iraquiano.

O Conselho de Segurança do governo regional curdo informou que quatro civis foram mortos e seis ficaram feridos. Uma sede do Mossad, o serviço de inteligência de Israel, também teria sido atingida na região.

Já a Guarda Revolucionária do Irã divulgou, por meio da mídia estatal, que atingiu “operações terroristas, incluindo alvos do Estado Islâmico, na Síria”. Os ataques ocorrem em meio à escalada da tensão no e de receios de repercussões mais amplas da guerra em curso na Faixa de Gaza.

Com informações da Agência Estado e Associated Press