O corpo de Alexei Navalny , opositor de Vladimir Putin, que morreu na sexta-feira (16) na penitenciária de Yamalo-Nenets, tem sinais de hematomas e convulsões, de acordo com o jornal russo Novaya Gazeta.

As marcas não seriam consequência de espancamento e também indicariam tentativas de massagem cardíaca em Navalny.

A agência de russa Tass já havia informado que equipes médicas que atenderam o opositor tentaram reanimá-lo por mais de 30 minutos antes de declarar sua morte.

A família ainda está à procura do corpo de Navalny e pede a liberação imediata. Apoiadores acusam o governo russo de assassinar Alexei, além de protelar intencionalmente a entrega do corpo para a família.

Neste domingo (18), a esposa de Navalny, Yulia Navalnaya, publicou uma foto do casal em suas redes sociais. Foi a primeira postagem desde a morte do marido. Na legenda, Navalnya escreveu somente: “Eu te amo”.

*Com informações g1