O secretário-geral da Otan (Organização do Tratado do Atlântico Norte), Jens Stoltenberg, pediu nesta segunda-feira (27), a extensão do cessar-fogo na Faixa de Gaza entre e o Hamas. “Isso permitirá um muito necessário alívio para as pessoas em Gaza e a libertação de mais reféns”, afirmou ele, em entrevista coletiva realizada antes de reunião de ministros da aliança liderada pelos Estados Unidos, na qual defendeu a “necessidade de uma solução política duradoura” no caso.

Stoltenberg também mencionou a China. Segundo ele, o país não é um inimigo, mas adota algumas ações que representam uma ameaça à Otan. Voltou ainda a criticar a Rússia por sua invasão militar na Ucrânia.

O acordo de trégua entre Israel e o Hamas atualmente em vigor acaba nesta segunda-feira, mas há pressão internacional para que ele seja estendido.

Saiba Mais