Cerca de 25 pessoas ficaram feridas depois que um navio tombou em uma doca seca em Leith, perto de Edimburgo, capital da Escócia, nesta quarta-feira, 22, disseram equipes de emergência. Imagens compartilhadas nas mostram a embarcação tombada em um ângulo de 45 graus.

A polícia e os serviços de emergência foram chamados ao Imperial Dock no depois de receberem relatos de que um navio havia se desprendido na doca.

O Serviço de Ambulância Escocês disse que 15 pessoas foram levadas para o hospital, enquanto outras 10 foram tratadas e receberam alta no local. A polícia local pediu ao público que evite a área para permitir o acesso de serviços de emergência.

De acordo com a BBC, as autoridades pediram para que as pessoas não procurem o pronto-socorro na mais próximo a não ser que seja uma emergência. Ao menos uma pessoa estaria em cirurgia, segundo apurou a rede de televisão britânica.

Fotos da cena mostraram o navio inclinado para o lado em um ângulo de 45 graus. Adam McVey, um funcionário local, tuitou que a embarcação se movimentou devido aos fortes ventos.

“Aterrorizante para quem está a bordo, meus pensamentos estão com aqueles que se machucaram e espero que todos se recuperem rapidamente”, disse o funcionário. “Por favor, evite a área.”

O navio de 76 metros de comprimento, batizado de Petrel, é uma embarcação de pesquisa comprada e equipada anteriormente pelo falecido cofundador da Microsoft, Paul Allen.

O Petrel está equipado com tecnologia de exploração em alto mar e liderou várias missões de alto nível para localizar naufrágios históricos, incluindo a descoberta do USS Indianapolis em 2017 no Mar das Filipinas.

BBC informou que o navio estava atracado desde 2020 devido aos desafios de trazidos pela pandemia da covid-19. 

Saiba Mais