Cerca de 100 manifestantes entraram em confronto com forças de segurança em Beirute, capital do Líbano, nesta quarta-feira (18). O conflito aconteceu em frente à embaixada dos no país.

Os manifestantes foram às ruas principalmente em protesto contra a explosão que aconteceu no hospital Ahli Arab, em Gaza, na terça-feira (17). O bombardeio no hospital matou centenas de pessoas, e foi classificado como genocídio orquestrado por Israel, segundo o governo palestino. O protesto no Líbano também foi contra o apoio dos a Israel.

O primeiro-ministro de Israel, Netanyahu, disse que o ataque foi planejado por “terroristas selvagens”, se referindo à Jihad Islâmica. O porta-voz do grupo aliado ao Hamas negou as alegações de Israel.

Durante o confronto, as forças de segurança usaram gás lacrimogêneo e canhões de água para conter os manifestantes. O fato aconteceu no momento em que o presidente dos EUA, Joe Biden, está em solo israelense, para, segundo ele, “mostrar ao mundo a solidariedade dos EUA a Israel”.

Saiba Mais