O aumentou a produção de urânio próximo ao grau de armamento nas últimas semanas, revertendo uma desaceleração anterior que começou em meados deste ano, informou a Agência Internacional de Energia Atômica (AIEA) em relatório aos Estados membros.

O país tinha abrandado a taxa de produção de urânio com pureza de 60%, que está apenas a um passo do enriquecimento a 90%, usado em armas nucleares.

A agência nuclear da ONU disse que seus inspetores verificaram um aumento dessa taxa no de novembro nas instalações de Natanz e Fordow para cerca de 9 quilos por mês, acima dos 3 quilos por mês desde junho e representando um retorno aos níveis anteriores de produção.

Com informações da Associated Press e Agência Estado