O e os Estados Unidos chegaram a um acordo sobre a troca de prisioneiros. A informação é do ministro das Relações Exteriores do Irã, Hossein Amirabdollahian, que concedeu entrevista na TV estatal, neste domingo (12). No entanto, um funcionário da Casa Branca teria alegado que a informação é falsa.

“Em relação à questão da troca de prisioneiros entre o Irã e os EUA, chegamos a um acordo nos últimos dias e, se tudo correr bem do lado dos EUA, acho que veremos uma troca de prisioneiros em um curto período”, afirmou Amirabdollahian.

Sobre o acordo, ele disse que “da nossa parte está tudo pronto”, enquanto os americanos estariam trabalhando na coordenação técnica final. No entanto, um porta-voz do Conselho de Segurança Nacional da Casa Branca negou a declaração de Amirabdollahian, porém, ressaltou que os americanos estão comprometidos em garantir a libertação dos norte-americanos detidos no Irã.

Conforme o G1, uma fonte informada sobre as negociações disse que a troca de prisioneiros está “mais perto do que nunca”, mas, um dos pontos ainda a se fechar está ligado a 7 bilhões de dólares em petróleo iraniano congelados sob sanções dos EUA na .

Ao portal de , a fonte acrescentou que o Catar e a Suíça estão envolvidos nas negociações para troca de prisioneiros. Fontes iranianas disseram à Reuters que dois países da região estavam envolvidos nas conversas indiretas entre Teerã e Washington.

Saiba Mais