Neste sábado (5), Elon Musk, dono da rede social ‘X’, antigo Twitter, afirmou que vai oferecer assistência jurídica à todos aqueles que foram injustiçado por empregadores após publicarem ou curtirem algo.

De acordo com o bilionário, não haverá limites para o financiamento das custas processuais. “Se você foi tratado injustamente por seu empregador por postar ou gostar de algo nesta plataforma, nós financiaremos sua conta legal”, disse. O dono da Tesla ainda acrescentou que a X vai “perseguir os conselhos de administração das empresas também”.

Ex-funcionários de Musk reclamam de demissões após críticas

Elon Musk comprou o Twitter, por US$ 44 bilhões, em outubro de 2022. Desde então, pesquisadores afirmam que houve um aumento no número de publicações nocivas, na plataforma.

O próprio Elon Musk ficou conhecido por trocar farpas com opositores e ex-funcionários. Dono também da SpaceX e Tesla, Musk foi acusado por ex-funcionários de demissões após críticas sobre seu cargo de diretor-executivo.