Na madrugada desta sexta-feira (19), agentes Especiais da Senad (Secretaria Nacional Antidrogas) do prenderam uma mulher dominicana com 11.852 unidades de comprimidos de . A droga sintética estava em uma mala.

Os agentes do Departamento de Controle Aeroportuário detectaram a carga de comprimidos de MDMA (ecstasy) no Aeroporto Internacional de Assunção, durante o desembarque da passageira de 27 anos, oriunda da República Dominicana.

A droga estava escondida em um fundo da bagagem da passageira, dividida em 16 embalagens, contendo comprimidos de diversas cores e formas.

Segundo informações do procurador Andrés Arriola que acompanhou a apreensão, a droga sintética está avaliada em US$ 350 mil dólares, uma vez que no Paraguai cada comprimido é comercializado pelo valor de US$ 30 dólares.

Comprimidos estavam escondidos em fundo falso da mala (Foto: reprodução/Senad)

Ainda de acordo com informações da Senad, o destino final das substâncias apreendidas poderia ser a tríplice fronteira, para sua posterior distribuição nos mercados brasileiro e argentino. Uma parte menor da substância seria comercializada no próprio Paraguai.