Enquanto muitas nos primeiros anos de vida estão aprendendo a falar e fazer pequenos desenhos, a americana Isla McNabb, então aos 2 anos, se tornou a integrante feminina mais jovem da história a ser aceita na Mensa, uma das mais antigas sociedade para pessoas com elevado quociente de inteligência (QI).

Em uma entrevista recente para o site do Guinness World Record, os pais de Isla, Jason e Amanda McNabb, contaram que a criança surpreendeu a família ao conseguir ler a palavra “vermelho” que havia sido escrita em uma lousa infantil. Em seguida, a criança conseguiu ler outras palavras escritas no brinquedo sem grandes dificuldades. “Com um ano e meio, ela aprendeu o alfabeto sozinha e começou a ler aos dois anos de ”, disse o pai de Isla, Jason McNabb, ao site internacional.

Jason McNabb conta que, após a filha começar a ler sozinha, era comum encontrar ao lado de objetos pela casa as letras correspondentes que formavam a palavra daquele item, como quando a menina deixou as letras G-A-T-O a lado do bichano de estimação da família, ou quando ela deixou as letras que formavam a palavra “cadeira” ao lado do móvel da casa.

O “incidente” foi o estopim para que o casal de Kentucky decidisse que a menina deveria ter sua inteligência avaliada por um profissional. Os McNabb contrataram um psicólogo especializado em crianças superdotadas. “O psicólogo afirma que não costuma testar crianças de até dois anos de idade, mas abriu uma exceção depois de ouvir sobre os talentos dela,” disse a mãe da menina na entrevista.

Com o resultado, Isla obteve a pontuação de 99 de inteligência para a idade nos testes de QI Stanford-Binet, em uma escala que vai até 100. À época, ela tinha apenas 2 anos e meio. Assim, no dia 2 de junho de 2022, o Guinness reconheceu Isla formalmente como a menina mais jovem do mundo a ser aceita no Mensa.

Diante da falta de material didático e de apoio para entender como lidar com uma criança de inteligência superdotada, o casal decidiu inscrever a menina na sociedade de QI, em busca de outros pais que vivem situações semelhantes a sua e que pudessem “trocar figurinhas” sobre como educar uma criança cujo QI é superior a maior parte do resto do mundo.

Atualmente, Isla tem 3 anos de idade e começou a frequentar a pré-escola na sua cidade natal. A menina, segundo relato dos pais, já demonstrou aptidão para matemática e continua aperfeiçoando suas habilidades de leitura, que já supera o padrão das crianças da sua idade.

Saiba Mais