Pesquisadores afirmaram, em uma nova audiência no Congresso do México, realizada na terça-feira (7), que as múmias peruanas com três dedos recentemente apresentadas como evidência potencial de formas de vida extraterrestre são autênticas.

O ufólogo e Jaime Maussan apresentou os corpos na pela primeira vez em 13 de setembro, afirmando que as múmias, que se acredita terem sido encontradas próximo das antigas linhas de Nazca, no Peru, não estavam relacionados com qualquer vida na Terra.

Segundo informações da CNN, na sessão de terça, Maussan estava mais focado em provar que os corpos, que desta vez não estavam em exposição, não eram falsos, dando início a uma série de especialistas que disseram que os corpos eram de organismos reais, que já viveram.

O antropólogo Roger Zuniga, da Nacional San Luis Gonzaga, em Ica, Peru, disse que os pesquisadores estudaram cinco espécimes semelhantes ao longo de quatro anos. “Eles são reais”, disse Zuniga à Reuters nos bastidores da sessão. “Não houve absolutamente nenhuma intervenção humana na formação física e biológica destes seres”, completou.

Zuniga apresentou carta assinada por 11 pesquisadores da universidade declarando o mesmo. No entanto, o documento deixou claro que não implicava que os corpos fossem “extraterrestres”.

A primeira apresentação de Maussan foi criticada por muitos especialistas que a consideraram “uma façanha há muito desmentida pela comunidade científica”, apontando para estudos em restos semelhantes que concluíram que os espécimes foram modificados com ossos de animais e humanos.

Quando questionado sobre esses estudos, Zuniga disse que as amostras provavelmente eram falsas. Os corpos que ele e outros pesquisadores da universidade examinaram, porém, eram reais, disse.

O congressista Sergio Gutierrez, do partido Morena, do presidente Andrés Manuel Lopez Obrador, pediu uma reforma na lei do México para tornar públicas todas as informações sobre OVNIs.

A sessão de terça, por vezes, mergulhou em uma explicação mais extrema. O cirurgião argentino Celestino Adolfo Piotto disse acreditar, após analisar os resultados dos exames e as imagens dos corpos, que eles eram uma versão evoluída dos seres humanos de hoje, chamando-os de “nossos descendentes”.

Em outro momento, o rapper mexicano Claudio Yarto disse ter visto OVNIs pessoalmente antes de encerrar seu discurso com uma rima, e arrancou aplausos do público.

Saiba Mais