Procuradores alemães disseram nesta quinta-feira, 1º, que irão examinar objetos que foram encontrados durante as buscas em um reservatório em Portugal na última semana, por pistas sobre o desaparecimento de Madeleine McCann. Eles ainda não conseguem afirmar se os itens estão associados à menina britânica que desapareceu em 2007.

Os investigadores passaram três dias, durante a última semana, fazendo buscas em um reservatório a cerca de 50 quilômetros do resort da Praia da Luz, no sul de Portugal, onde Madeleine, na época com 3 anos, foi vista pela última vez 16 anos atrás. As investigações no local foram solicitadas por procuradores de Braunschweig, na Alemanha, que estão investigando um homem com possível conexão com o desaparecimento.

Em uma breve declaração, os procuradores falaram que “alguns objetos foram encontrados”, sem dar mais detalhes. “Eles serão avaliados durante os próximos dias” acrescentaram. “Ainda não pode ser dito se esses objetos são realmente associados ao caso de Madeleine McCann.” Eles agradeceram a polícia portuguesa e à britânica pela cooperação e ainda falaram que esperam que a investigação deles sobre o suspeito de 46 anos no caso continue por mais um bom tempo.

Em 2020, oficiais da Alemanha disseram que um alemão identificado como Christian Brueckner era um suspeito no caso. Ele negou qualquer envolvimento. O suspeito está atualmente cumprindo uma sentença de 70 anos de prisão no país, por estuprar uma idosa de 72 anos em Portugal, em 2005. Ele está sob investigação no caso de Madeleine, mas não foi condenado. Brueckner passou muitos anos em Portugal, inclusive na Praia da Luz, onde a criança desapareceu.

Investigadores britânicos, portugueses e alemães ainda estão juntando as peças do que aconteceu na noite em que a criança desapareceu de sua cama no resort do sul de Portugal em 3 de maio de 2007. Ela estava no mesmo quarto que seu irmão e irmã – gêmeos de 2 anos – enquanto seus pais jantavam com amigos em um restaurante próximo restaurante.