O porta-voz do Pentágono, John Kirby, apontou nesta terça-feira, 31, que não é tempo para um cessar-fogo geral nos confrontos entre e Hamas, mas que a administração acredita que uma pausa humanitária dos combates na Faixa de Gaza poderia ser valiosa. Em coletiva de imprensa, o representante respondeu a uma pergunta sobre o número de civis mortos na região devido aos ataques israelenses, incluindo o bombardeio de um campo de refugiados próximo da Cidade de Gaza.

“É preciso ter apoio crível dos dois lados. Temos que saber como fazer a pausa, quanto tempo durará, e quais serão os propósitos. Estamos continuando nossos contatos com parceiros na região, incluindo aqueles que têm uma comunicação direta com o Hamas para ver as melhores opções. O objetivo seria entregar ajuda, e, talvez, retirar de lá pessoas que queiram ser evacuadas”, afirmou. Kirby disse ainda que a pausa pode ser válida especialmente se ajudar no resgate de reféns, o que tem que “ser feito com segurança”.