Filho de imigrantes brasileiros que conseguiu se eleger deputado nos Estados Unidos, George Anthony Devolder-Santos admitiu ter mentido sobre seu currículo acadêmico e profissional. Ele foi eleito pelo partido republicano.

Após uma semana de silêncio, o deputado concedeu uma entrevista ao New York Post e tentou minimizar as inconsistências do seu currículo. “Meus pecados aqui são florear meu currículo. Eu sinto muito”, declarou.

George Santos disse, durante a campanha, que se formou no Baruch College, em 2010, e que trabalhou no Citigroup e no Goldman Sachs. Porém, reportagem do New York revelou as mentiras e o deputado afirmou ser vítima de “alegações difamatórias”.

Agora, ele reconheceu que não se formou na Baruch College e que não tem formação superior. Em relação aos empregos, disse apenas que fez uma “má escolha de palavras” e que foi vice-presidente da Link Bridge – uma empresa de investimento que fazia negócios com o Citigroup e a Goldman Sachs.

“Não me formei em nenhuma instituição de ensino superior. Estou envergonhado e arrependido. Fazemos coisas estúpidas na vida”, declarou. Santos também disse que a mentira não é motivo para que ele deixe de assumir o cargo em 3 de janeiro.