Mundo

Ex-guarda nazista de 100 anos diz ser inocente

"Não sei nada a esse respeito", declarou

Estadão Conteúdo Publicado em 09/10/2021, às 09h32

Idoso alega inocência
Idoso alega inocência - Foto: AFP

O alemão Josef Schutz, de 100 anos, ex-guarda do campo de concentração nazista de Sachsenhausen, perto de Berlim, que está sendo julgado por crimes durante a 2.ª Guerra, declarou nesta sexta, 8, que é "inocente".

"Não sei nada a esse respeito", disse Schutz, o réu mais velho a ser julgado por crimes cometidos pelo regime nazista.

As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.

Jornal Midiamax