Mundo

Corpos de guerrilheiros mortos na fronteira serão levados para Assunção

Local onde houve o confronto fica cidade de Sargento José Félix López, nas proximidades de MS

Marcos Morandi Publicado em 20/11/2021, às 09h59

Confronto entre FTC e ACA resultou em quatro mortes
Confronto entre FTC e ACA resultou em quatro mortes - Divulgação

Os corpos dos quatro guerrilheiros mortos durante conflito entre membros da FTC (Força-Tarefa Conjunta) e guerrilheiros da ACA (Grupo Armado Camponês), na cidade de Sargento José Félix López, no Departamento de Concepción, serão transferidos para Assunção.

A informação do translado dos corpos é do comandante da FTC, Óscar Chamorro que está no local onde houve a troca de tiros, que fica nas proximidades da fronteira com Mato Grosso do Sul.

Além da autópsia que será feita na capital paraguaia, a Força-Tarefa Conjunta deve confirmar a identidade dos quatros guerrilheiros mortos. As primeiras informações dão conta de que os mortos são: Elizandro Balbuena Mariz, 21, Fredy Florenciano Campuzano, 19, Emiliano Romero Valiente, 23, Víctor Mariz Domínguez de 51 anos.

Um dos guerrilheiros, Elizandro Balbuena Mariz foi reconhecido no ataque à fazenda Natalie e à fazenda San Jorge (Gaushiño). Pelas investigações da FTC ele está envolvido no atentado contra policiais da Delegacia de San Alfredo e vinculado ao sequestro e assassinato do jovem Jorge Ríos.

Jornal Midiamax