Mundo

Casal português e sobrinho são presos em Santos por cultivo de 70 pés de maconha

O caso aconteceu em Santos, no litoral Sul de São Paulo

Agência Estado Publicado em 27/10/2021, às 15h43

Trio alegou que o plantio era para consumo próprio
Trio alegou que o plantio era para consumo próprio - Divulgação

A Polícia Civil apreendeu 70 pés de maconha que eram cultivados para comercialização em um imóvel na cidade de Santos, no litoral sul de São Paulo. Na ação, realizada na última sexta-feira, 22, três pessoas foram presas em flagrante. Trio alegou que o plantio era para consumo próprio, mas todos responderão por tráfico de drogas. Ao todo, a ação apreendeu, além dos pés de maconha que somaram 23,7 quilos, uma balança, três celulares, insumos e anotações.

Uma equipe da 2ª Delegacia de Investigações sobre Entorpecentes (Dise), da Divisão Especializada de Investigações Criminais (Deic) da cidade, realizou o flagrante durante o cumprimento de mandados de busca e apreensão, expedidos após investigações sobre o plantio de maconha para comercialização.

Os policiais foram até um apartamento no bairro Gonzaga, onde foram recebidos por um homem e uma mulher, ambos de origem portuguesa, e após vistoria encontraram objetos usados para consumo de drogas e uma porção de maconha. Ao serem questionados sobre o segundo endereço que seria vistoriado por ordens judiciais, primeiro alegaram desconhecer o imóvel, mas acabaram confessando a existência do plantio de maconha no local.

No segundo endereço, os policiais localizaram estufas com mudas da droga na sala e na cozinha, além do plantio de outros pés em três dormitórios e na área externa da casa, segundo a Polícia Civil. Em um dos cômodos foi encontrado o sobrinho do homem. Os presos têm entre 24 e 60 anos.

Jornal Midiamax