Mundo

Biden anuncia retorno dos EUA à OMS e fim da construção do muro na fronteira com o México

O gabinete de transição do presidente eleito dos Estados Unidos, Joe Biden, anunciou uma série de medidas que serão tomadas no primeiro dia do cargo. O anuncio ocorreu na manhã esta quarta-feira (20), horas antes da posse. Entre as principais estão medidas sanitárias e econômicas de combate à pandemia, conforme publicado no portal G1. Biden […]

Gabriel Neves Publicado em 20/01/2021, às 08h47

Joe Biden, Presidente eleito dos Estados Unidos (Foto: Reprodução/Gage Skidmore)
Joe Biden, Presidente eleito dos Estados Unidos (Foto: Reprodução/Gage Skidmore) - Joe Biden, Presidente eleito dos Estados Unidos (Foto: Reprodução/Gage Skidmore)

O gabinete de transição do presidente eleito dos Estados Unidos, Joe Biden, anunciou uma série de medidas que serão tomadas no primeiro dia do cargo. O anuncio ocorreu na manhã esta quarta-feira (20), horas antes da posse.

Entre as principais estão medidas sanitárias e econômicas de combate à pandemia, conforme publicado no portal G1.

Biden afirma que o país irá retornar à OMS (Organização Mundial da Saúde) e ao Acordo de Paris para o Clima. Além disse, o novo presidente pretende reverter diversas decisões de Donald Trump, como a construção do muro na fronteira com o México e o veto à entrada de cidadãos de países muçulmanos nos EUA.

O gabinete de transição afirmou que as ações executivas visam adotar “ações para lidar com a pandemia da Covid-19, fornecer alívio econômico, combater as mudanças climáticas e promover a igualdade racial”.

Segundo o comunicado, Biden “assinará uma combinação de ordens executivas, memorandos, diretivas e cartas para dar os passos iniciais” horas após a posse, que está marcada para o meio-dia em Washington (14h em Brasília).

Jornal Midiamax