Mundo

Após termômetros cravarem 47ºC, Grécia e Turquia têm onda de incêndios

Chamas atingiram o subúrbio de Atenas na madrugada nesta quarta-feira (4)

Da Redação Publicado em 04/08/2021, às 18h02

Turistas fogem de incêndio na Turquia
Turistas fogem de incêndio na Turquia - Getty Images

A onda de calor que castiga o sul da Europa, em especial a Grécia e a Turquia, ganhou força nesta quarta-feira (4), levando os termômetros a marcarem 47,1°C. Segundo agência de notícias dos dois países, o fenômeno climático já pode ser considerado uma das mais intensos registrados no continente.

O calor recorde colocou os dois países em alerta máximo contra os incêndios florestais. Moradores de Atenas foram advertidos a ficar em casa com as janelas fechadas por causa da má qualidade do ar. A cidade está tomada pela fuligem após um incêndio na castigar os subúrbios ao norte da capital.

O governo grego fechou a Acrópole e outros locais de visitação até o fim desta semana.  Segundo o corpo de bombeiros da Grécia, somente nas últimas 24 horas foram registrados 78 focos de incêndio de grandes proporções.

Na costa da Turquia, resorts repletos de turistas tiveram de ser evacuados às pressas devido à aproximação das chamas. Pelo menos oito pessoas morreram como resultado dos incêndios nas províncias de Mugla e Antalya na terça-feira, informou a agência de notícias estatal turca Anadolu.

Além da Turquia, Bósnia-Herzegovina, Bulgária, Itália, Romênia e Sérvia também tentam conter o avanço das chamas.

Como resultado das mudanças climáticas, as secas estão se tornando mais frequentes e mais severas no sul da Europa. Cientistas de todo planeta vêm alertando que essa região é muito vulnerável aos extremos do clima. 

Jornal Midiamax