Mundo

Em 24 horas, 254 mortes foram registradas na província chinesa de Hubei

Só nas últimas 24 horas foram registradas 254 mortes na província chinesa de Hubei, epicentro do novo coronavírus, de acordo com o site chinês CGTN. Na quarta-feira (12), a China confirmou 15.152 novos casos, incluindo 13.332 casos clínicos diagnosticados por tomografia computadorizada na província de Hubei. Isso eleva o número total de casos confirmados no […]

Ana Palma Publicado em 13/02/2020, às 11h42

(Foto: Agência Brasil)
(Foto: Agência Brasil) - (Foto: Agência Brasil)

Só nas últimas 24 horas foram registradas 254 mortes na província chinesa de Hubei, epicentro do novo coronavírus, de acordo com o site chinês CGTN. Na quarta-feira (12), a China confirmou 15.152 novos casos, incluindo 13.332 casos clínicos diagnosticados por tomografia computadorizada na província de Hubei. Isso eleva o número total de casos confirmados no continente para 59.804 e o número acumulado de mortes para 1.367.

É uma subida dramática e inédita no número de mortes e casos registados desde o início do surto na província de Hubei. As autoridades de saúde locais explicam que esses números elevados surgem devido a uma “definição mais ampla” da infecção, com mudanças nomeadamente na forma de diagnóstico.

Na quarta-feira, a Organização Mundial da Saúde (OMS) tinha mencionado que o número de infecções na China estava a se estabilizar, mas que era ainda cedo demais para apurar se a epidemia estaria a se abrandar.

Médicos militares

No início de fevereiro 1.400 equipes médicas das forças armadas foram destacadas e encarregadas de tratar pacientes no Hospital Huoshenshan em Wuhan. Outros 2.600 militares médicos foram enviados para a cidade de Wuhan, no centro da China – epicentro do surto de coronavírus – com a aprovação de Xi Jinping, presidente da Comissão Militar Central.

Com informações da CGTN e Agência Brasil.

Jornal Midiamax