A Pfizer e a BioNTech anunciaram nesta segunda-feira, (13), que duas de quatro possíveis vacinas que estão desenvolvendo contra o novo coronavírus receberam status de “fast track” da FDA (Administração de Alimentos e Drogas), como é conhecida a agência reguladora de medicamentos e alimentos dos Estados Unidos.
A designação acelera o processo de revisão pelas autoridades sanitárias  e facilita o desenvolvimento de novas drogas. Em reação à notícia, as ações das empresas operam em forte alta no pré-mercado em Nova York. Às 9h55 (de Brasília), as ações da Pfizer subiam 1,1% no mercado acionário americano e as da BioNTech saltava 7,2%.
No Brasil, começa hoje o processo para selecionar os profissionais de saúde que querem fazer parte dos testes da CoronaVac, uma vacina contra a covid-19 produzida em uma parceria do Instituto Butantan com o laboratório chinês Sinovac. O anúncio foi feito durante o final de semana pelo governador de São Paulo, João Doria (PSDB). (Com agências)