Político de ultra-direita critica jogador de origem ganesa e gera revolta na Alemanha

"Ninguém quer Boateng como vizinho", disse o político
| 30/05/2016
- 16:03
Político de ultra-direita critica jogador de origem ganesa e gera revolta na Alemanha

"Ninguém quer Boateng como vizinho", disse o político

Um líder do maior partido de extrema-direita da , o AfD (Alternativa para a Alemanha, em sigla no idioma local), gerou polêmica em seu país após críticas ao jogador da seleção alemã de origem ganesa Jerome Boateng. Alexander Gauland afirmou, de acordo com a agência EuroNews, que “as pessoas acham-no um bom jogador de futebol, mas ninguém quer um Boateng como vizinho”.

Boateng, que é irmão do jogador da seleção ganesa Kevin Prince Boateng, é um dentre vários jogadores de origem estrangeira que defendem o time nacional da Alemanha. Ele esteve presente no tetracampeonato da seleção alemã em 2014, no Brasil. As afirmações do político anti-imigração geraram revolta em todo o país.

Durante a partida entre Alemanha e Eslováquia, ocorrida neste domingo como preparação para a Eurocopa da França, torcedores manifestaram-se em favor do atleta. “Jerome, seja nosso vizinho” era uma das frases presentes nos cartazes empunhados por alemães presentes no estádio. O presidente da Federação Alemã de Futebol, Reinhard Grindel, disse que as afirmações “não são dignas de comentários” e que Boateng é um “jogador excepcional e uma pessoa maravilhosa”.

Veja também

Últimas notícias