Mundo

Polícia britânica investiga saúde mental de preso por ataque com faca em Londres

A ação matou uma mulher e deixou cinco feridos

Norberto Liberator Publicado em 04/08/2016, às 10h21

None
london.jpg

A ação matou uma mulher e deixou cinco feridos

A polícia de Londres informou na manhã desta quinta-feira que o homem preso após ataque com uso de faca no centro da cidade na noite de ontem tem 19 anos. A ação matou uma mulher e deixou cinco feridos. Autoridades informaram que a saúde mental do acusado tem sido apurada nas investigações, mas outras razões para o crime não são descartadas. Investigadores especializados em terrorismo também fazem parte da investigação.

A Polícia Metropolitana de Londres diz que "o foco da investigação é a saúde mental, mas continuamos abertos sobre os motivos". "Indicadores iniciais sugerem que a saúde mental foi um fator nesse ataque horrível.

No entanto, nós ainda estamos abertos sobre a motivação", disse o porta-voz da polícia, Mark Rowley. Investigadores do serviço de homicídios lideram os trabalhos da polícia, mas também há homens do comando contra terrorismo.

O ataque ocorrido na região de Russell Square, centro de Londres e nas proximidades do Museu Britânico, aconteceu na quarta, 3, por volta das 22h30 no horário local (18h30 em Brasília).

Além da mulher morta, a ação deixou outras duas mulheres e três homens feridos. Ontem, a polícia informou inicialmente que eram seis feridos. O jovem de 19 anos foi preso às 22h39 no horário local – 18h39 em Brasília – após ter sido imobilizado com uso de arma de choque elétrico.

Jornal Midiamax