Mundo

Papa Francisco encontra ex-presidente israelense em Roma

Fundador de museu judaico participou do encontro

Norberto Liberator Publicado em 22/06/2016, às 14h21

None
papa.jpg

Fundador de museu judaico participou do encontro

O ex-presidente de Israel, Shimon Peres, encontrou-se nesta quarta-feira (22) em Roma com o Papa Francisco I, para uma declaração conjunta pela paz e pelo fim dos atos de violência em nome da religião. Também participou da reunião o fundador do Museu Amigos de Sião, de Jerusalém, Dr. Mike Evans. O museu é coordenado por Peres.

O ex-chefe do Executivo israelense também presenteou o pontífice com uma peça única de arte da galeria dos fundadores do Amigos de Sião. A peça retrata uma cena bíblica de Abrão respondendo ao chamado do alto num estojo, com a palavra hebraica Hineni, que significa ‘aqui estou eu’. Peres e Evans também compartilharam a história de Irena Sendler, um dos heróis retratados no museu.

Sendler, uma jovem enfermeira católica, retirou secretamente cerca de 2.500 crianças judias do gueto de Varsóvia e então lhes providenciou documentos falsos de identidade e abrigo fora do gueto. Em 1965, ela foi reconhecida pelo Estado de Israel como uma dos Justos entre as Nações.

Os heróis apresentados no museu incluem o presidente dos EUA Harry Truman, o primeiro-ministro britânico Winston Churchill, Orde Wingate e pessoas consideradas 'justas entre as nações', como Oskar Schindler, Raoul Wallenberg, Irena Sendler e a família Ten Boom, que arriscaram suas vidas para salvar judeus perseguidos em todo o mundo.  

O Museu Amigos de Sião abriu em Jerusalém, em setembro, e estabeleceu para si a meta de servir como uma ponte, conectando pessoas de todo o mundo e motivando mais comunidades a saírem em apoio a Israel.

Jornal Midiamax