Mundo

Negociações de paz entre Assad e opositores sírios começam em Genebra

Governo e oposição acusam-se mutuamente

Norberto Liberator Publicado em 13/04/2016, às 13h22

None
al-assad.jpg

Governo e oposição acusam-se mutuamente

A nova etapa das negociações de paz entre o regime de Assad e setores da oposição síria tiveram início nesta quarta-feira (13), em Genebra, na Suíça. Não há grandes expectativas de um acordo, já que governo e opositores se acusam mutuamente.

Ambos os lados, apesar da tensão, dizem desejar a paz. “Estamos aqui em Genebra por um motivo: queremos tornar a vida da Síria e do povo sírio melhor. Agradecemos à Organização das Nações Unidas pelo seu papel, sei que está a fazer tudo para a paz e por uma vida melhor para os sírios”, afirmou Hind Aboud Kabawat, representante da oposição.

O governo afirma que não serão aceitas condições ao diálogo, além de acusar a oposição de não ter um projeto de país, sem um programa para substituição de Bashar Al-Assad, aceitando qualquer meio para derrubar o atual soberano sírio, o que põe o país em risco de acabar em uma situação ainda pior.

“Não há pré-condições. Já negociamos com muitos grupos da oposição que estão fragmentados e não têm um programa unificado. Pré-condições podem significar o bloqueio do diálogo e o desejo de que estas novas negociações fracassem, como da última vez”, disse o porta-voz do governo, Bashar al-Jaafari.

Jornal Midiamax