Tiroteio deixa ao menos 9 mortos em restaurante nos EUA

Polícia informou que troca de tiros aconteceu entre gangues de motoqueiros
| 18/05/2015
- 16:15
Tiroteio deixa ao menos 9 mortos em restaurante nos EUA

Polícia informou que troca de tiros aconteceu entre gangues de motoqueiros

Pelo menos nove pessoas morreram neste domingo em um tiroteio entre várias gangues de motoqueiros rivais ocorrido na cidade de Waco (Texas, Estados Unidos), informou a polícia.

O tiroteio, que deixou também um número indeterminado de feridos, aconteceu em um estacionamento situado entre os restaurantes Twin Peaks e Don Carlos pouco depois do meio-dia, segundo o canal de televisão local “News Channel 25”.

Todas as vítimas – oito morreram no estacionamento e um nono em um hospital – são motoqueiros de gangues, cuja disputa começou no Twin Peaks por causa de uma discussão e depois se transferiu à rua, acrescentou a polícia.

O sargento policial W. Patrick Swanton indicou que pelo menos três gangues rivais estavam no estacionamento quando ocorreu o tiroteio, apesar de não ter divulgado seus nomes.

“Muita gente inocente poderia ter ficado ferida hoje. Estas gangues de motoqueiros criminosos são muito perigosas e hostis”, ressaltou Swanton, em declarações divulgadas pelo site do jornal local “Waco Tribune-Herald”.

A polícia de Waco chegou a abrir fogo para pôr fim ao enfrentamento, segundo o sargento, que destacou que “suas ações salvaram vidas ao evitar uma escalada” do confronto em um movimentado domingo na região.

Agentes policiais e membros das equipes médicas chegaram ao local e encontraram correntes, facas, garrotes e armas de fogo.

Alguns clientes que se encontravam nos dois estabelecimentos chegaram a esconder-se nos congeladores para se proteger dos disparos, segundo o canal de televisão.

Aparentemente, os donos do Twin Peaks sabiam da rivalidade das gangues, mas mesmo assim permitiam seu acesso ao local, esclareceu Swanton.

Após o tiroteio, os dois restaurantes fecharam e a polícia praticou várias detenções e interrogou as testemunhas.

Uma delas, Michelle Logan, de 37 anos, declarou ao jornal que “talvez tenham disparado 30 armas no estacionamento, talvez 100 balas”.

Logan, que se encontrava no Twin Peaks quando explodiu o confronto, acrescentou que “há muita gente ferida no hospital, muitas pessoas baleadas”.

Veja também

Ela teve um teste rápido negativo, mas no exame PCR o resultado foi positivo

Últimas notícias