Mundo

Jato cai na Hungria; Brasil comprou 36 caças do mesmo modelo

Piloto ejetou após constatar problema técnico

Gerciane Alves Publicado em 10/06/2015, às 18h52

None
jato.jpg

Piloto ejetou após constatar problema técnico

Um caça húngaro Gripen JAS-39 caiu no leste da Hungria nesta quarta-feira devido a um problema técnico, informou e o Ministério da Defesa do país.

A agência nacional de notícias MTI relatou que o piloto tentou aterrisar o jato de combate, mas a aeronave perdeu o controle e o piloto ejetou. Ele ficou ferido, mas sua condição é estável.

O vice-chefe do Estado-Maior, Zoltan Orosz, disse que a Hungria fará uma verificação em todos seus jatos Gripen após o incidente, que ocorreu depois da queda de outro Gripen húngaro na República Tcheca no mês passado, segundo a MTI.

Orosz disse nesta quarta-feira que a queda nesta quarta-feira foi causada por um problema técnico, acrescentando que não há relação com o acidente na República Tcheca. Ele acrescentou que uma avaliação inicial indicou que o jato pode ser consertado após a queda.

O chefe de imprensa da Saab, Sebastian Carlsson, disse que existem “sistemas de segurança muito rigorosos envolvendo tudo que tem relação com voo e quando um incidente ocorre estas regulações são implementadas”. A Saab fabrica os caças Gripen.

O Brasil fechou no ano passado a compra de 36 caças de combate Gripen NG, em um contrato de US$ 5,4 bilhões. As aeronaves serão entregues de 2019 a 2024.

Jornal Midiamax