Explosão não provocou vítimas, segundo polícia japonesa

As autoridades japonesas ordenaram nesta sexta-feira (29) a retirada de 137 moradores da ilha de Kuchinoerabu, no sul do país, após erupção do vulcão Shindake.

A erupção do monte Shindake, iniciada às 9h59 local  (21h59 de quinta-feira, 28, em Brasília) não provocou vítimas ou danos materiais significativos, segundo a polícia da ilha vizinha,Yakushima.

Os moradores abandonaram a ilha de Kuchinoerabu a bordo de barcos fretados pela Guarda Costeira e pela prefeitura local.

Imagens da TV japonesa mostraram uma enorme coluna de cinzas sobre a cratera do vulcão.

O está situado no chamado “cinturão de fogo do Pacífico”, uma zona de terremotos e vulcões.