Mundo

Estação de trem em Madri é esvaziada por alerta falso de bomba

Segundo um porta-voz da polícia, o pacote não oferecia risco

Gerciane Alves Publicado em 09/01/2015, às 12h09

None

Segundo um porta-voz da polícia, o pacote não oferecia risco

A polícia espanhola teve que esvaziar uma movimentada estação de metrô e trem próxima a Madri nesta quinta-feira por causa de um pacote suspeito. Segundo um porta-voz da polícia, o pacote não oferecia risco.

A estação de Ministerios, que tem conexão com três linhas de de metrô e seis linhas regionais, foi fechada pouco antes das 18H00 do horário local (17H00 GMT; 15H00 horário de Brasília), depois de um pacote suspeito ter sido localizado em uma das suas entradas.

A estação foi reaberta uma hora mais tarde, depois de a polícia se certificar de que não havia risco. “Foi um alarme falso. Dentro, não havia nada que pudesse explodir”, explicou o porta-voz.

A Espanha elevou o nível de alerta antiterrorista na quarta-feira, depois do ataque à redação do semanário Charlie Hebdo, que deixou 12 mortos em Paris.

No mesmo dia, a polícia francesa ordenou que todos se retirassem da sede do jornal espanhol El País, que havia recebido um pacote suspeito em sua sucursal parisiense.

Na semana passada, a estação de Atocha, em Madri, teve que ser evacuada depois de um homem dizer que iria se explodir. A ameaça acabou se mostrando falsa, no cenário onde ocorreu o pior atentado terrorista na história da Espanha.

No dia 11 de março de 2004, terroristas islamitas mataram 191 pessoas e feriram cerca de 2.000 em uma série de explosões coordenadas em trens que se dirigiam a essa estação.

Jornal Midiamax