Mundo

Entidade ataca empresa que forneceu metal para medalhas do Pan e Parapan

A organização afirma que a Barrick tem "um espantoso histórico em desrespeito aos direitos humanos e ao meio-ambiente"

Gerciane Alves Publicado em 12/07/2015, às 19h38

None
medalhas.jpg

A organização afirma que a Barrick tem “um espantoso histórico em desrespeito aos direitos humanos e ao meio-ambiente”

A Mining Injustice Solidarity Network (Rede de Solidariedade Injustiça na Mineração) atacou neste domingo a organização dos Jogos Pan-Americanos de Toronto, por causa da empresa que fornece metal para confecção das medalhas de ouro, prata e bronze, a Barrick Gold.

“Os impactos negativos de saúde, pela repressão e roubo de terrenos, entre outras coisas, são endêmicos nas minas da empresa nas Américas e em todo o mundo”, aponta a MISN, por meio de comunicado.

O ouro das medalhas entregues aos campeões pan-americanos são procedentes de uma mina localizada na cidade canadense de Hemlo, enquanto a prata vem de Viejo, na República Dominicana, e o bronze de Zaldívar, no Chile.

A organização afirma que a Barrick Gold tem “um espantoso histórico em desrespeito aos direitos humanos e ao meio-ambiente”, e que as três cidades que forneceram material para os Jogos são exemplos de “má qualidade de água, o que produz a perda de terras agrícolas, de impactos negativos à saúde e negação do direito a autodeterminação aos povos”.

Não só no Pan, mas também nos Jogos Parapan-Americanos, serão 4.238 medalhas entregues no total, em 825 pódios que serão realizados até o dia 15 de agosto.

As peças foram desenhaas pela artista canadense de origem indígena Christi Belcourt. De acordo com um representante da empresa mineradora, foi um grande orgulho para todos os funcionários, tirar a obra o papel.

“Todos na Barrick, especialmente aqueles que produziram o bronze, a prata e o ouro, estão muito felizes cada vez que um atleta exibe a medalha”, disse Kelvin Dushnisky, co-presidente da empresa.

O executivo-chefe de Toronto 2015, Saäd Rafi, saiu em defesa de um dos patrocinadores do evento esportivo, evitando discutir a fundo a polêmcia levantada pela entidade.

“A Barrick Gold é uma das companhias multinacionais canadenses mais conhecidas e bem-sucedidas, com profundas raízes na região pan-americana”, disse o dirigente esportivo.

Jornal Midiamax