Mundo

Duas mil moedas de ouro do século X são encontradas em Israel

Grupo de mergulhadores descobriu o tesouro por acaso

Clayton Neves Publicado em 18/02/2015, às 18h39

None
mundo-arqueologia-moedas-encontradas-em-israel-20150218-61-1-size-598.jpg

Grupo de mergulhadores descobriu o tesouro por acaso

Duas mil moedas de ouro de mil anos foram encontradas no antigo porto de Cesareia, em Israel. O tesouro está em ótimo estado de conservação e é o maior já encontrado no país, anunciou na terça-feira a autoridade nacional de antiguidades. 

A descoberta foi feita por acaso por membros de um clube de mergulho depois da passagem de uma tempestade na região. “No início, o grupo acreditou que se tratava de uma ficha de jogo”, explicou a autoridade. Os mergulhadores do governo de Israel encontraram, ao todo, 2 000 moedas de dinares, meio dinar e um quarto de dinar. Dinar é a moeda mais antiga cunhada em Palermo, na Itália, na segunda metade do século IX.

Grande parte das moedas remontam a dois califas fatímidas que reinaram do fim do século X ao começo do século XI um território que abrange grande parte da região norte da África, Sicília e parte do Oriente Médio. Além disso, algumas têm marcas de mordidas, que mostram que seus donos comprovaram sua qualidade com os dentes.

As autoridades explicaram que as peças podem ser provenientes do naufrágio de um barco que transportava a arrecadação de impostos rumo ao governo central, que se localizava no Egito. Acredita-se que o dinheiro estava destinado a pagar os salários da equipe de segurança do governo ou que pertencia a um rico mercador que negociava com portos do mediterrâneo. 

Jornal Midiamax