MidiaMAIS / Música

Após 6 anos da morte do músico, banda Bêbados Habilidosos homenageia Renato Fernandes

Em 16 de junho de 2015, um dos maiores nomes da música de MS, Renato Fernandes, deixava para trás um grande legado para o blues do Estado

Carlos Yukio Publicado em 17/02/2021, às 11h29 - Atualizado às 17h40

None
Após 6 anos da morte do músico, banda Bêbados Habilidosos homenageia Renato Fernandes

Em 16 de junho de 2015, um dos maiores nomes da música de Mato Grosso do Sul, o cantor Renato Fernandes, deixava para trás um grande legado para o blues do Estado. Após 6 anos da morte abrupta do músico, a banda da qual era vocalista e onde alcançou destaque, a Bêbados Habilidosos, continua a relembrar e reafirmar a história do cantor por meio de homenagens nas redes sociais.

Na publicação da Banda no Facebook, os ex-integrantes e fãs do músico homenageiam a trajetória de Renato com lembranças. “A vida não é fácil! E como diria a lenda Renato Fernandes: As vezes a vida é assim: Como um Whisky Ruim! Hoje, 16 de Fevereiro, faz 6 anos que a lenda do Blues do MS nos deixou!”, escreveram.

Após 6 anos da morte do músico, banda Bêbados Habilidosos homenageia Renato Fernandes
(Reprodução, Facebook)

Renato faleceu aos 53 anos depois de sofrer uma parada cardiorrespiratória em casa. Seu corpo foi sepultado no Cemitério Jardim das Palmeiras, no Bairro Seminário, em Campo Grande. Para muitos, o músico deveria ter se mudado para o Sudeste, onde faria mais sucesso, mas sempre negou a deixar o Mato Grosso do Sul. “Não quero ser famoso. Quero fazer blues”, rebatia.

Todo o acervo de Renato Fernandes na banda Bêbados Habilidosos está disponível para download e streamming gratuitamente no SoundCloud. Luís Henrique e os amigos Marcelo Rezende e Fábio Brum, todos ex-integrantes da banda Bêbados Habilidosos, mantêm a fan page em homenagem ao músico, que era muito simples, e não gostava muito das redes sociais.

Renato Fernandes e a Bêbados Habilidosos

Desde 1995,  Bêbados Habilidosos é uma das principais bandas de blues do estado de Mato Grosso do Sul. O grupo faz o típico estilo bad boys boêmios e suas letras trazem principalmente esse tema. Considerada a maior banda de blues do centro-oeste brasileiro, os Bêbados Habilidosos já se apresentaram em festivais de renome no cenário nacional, como o Sesi Jazz & Blues, em São Paulo.

As músicas “Amigos de Copo” e “Cortesã” integraram a trilha sonora do filme “Nossa Vida não Cabe num Opala”, de 2008, que conquistou cinco prêmios no Festival Audiovisual de Recife, entre eles o de Melhor Trilha Sonora.

Outro momento de notoriedade da banda ocorreu em 2011, com o documentário “Ele é o Blues”, que conta a trajetória musical do vocalista Renato Fernandes, bem como da cena musical de Mato Grosso do Sul. Em 2015, ele foi homenageado na 12° edição do Festival América do Sul Pantanal (FASP). Recentemente, em dezembro de 2020, o músico também foi homenageado pela banda Barganhas Band em clipe lançado no 7º Bonito Blues e Jazz Festival.

Jornal Midiamax