Klara Castanho falou pela primeira vez sobre a série de violências e abusos que sofreu em 2022. Na época, a atriz tinha 21 anos e revelou que gestou uma após ser vítima de violência sexual e a entregou para a adoção.

A confirmação foi feita através de uma carta, publicada no da artista. Em seu relato, ela contou que foi ameaçada por uma enfermeira, que alegou que contaria os fatos a um colunista. A história começou quando Antonia Fontenelle disse, em live, que “uma atriz global de 21 anos teria engravidado e doado a para a adoção”.

Após o anúncio, Klara se ausentou das redes sociais e do trabalho por um tempo. Quando retornou, não falou sobre o assunto. Nesta quinta-feira, 8, dois anos após o ocorrido, a atriz quebrou o silêncio em entrevista à revista Glamour

“Não foi minha decisão contar nada, nunca quis que ninguém soubesse. Achei que poderia levar para o caixão toda aquela dor e, quando fui exposta, me senti extremamente vulnerável”, disse a artista, que ressaltou que não quer ser definida por essa violência, e sim por sua trajetória como atriz.

Klara explicou que demorou mais de um ano para poder digerir o abuso e sua exposição, e que sua família sofreu junto com ela. “Eu não dormia, meus pais não dormiam. A gente chorava junto dois dias e dormia um, porque não tivemos tempo de assimilar. Nunca vamos nos acostumar com a ideia do que aconteceu”, explicou.

Mesmo trabalhando como atriz, Klara e sua família sempre foram discretos em relação a sua vida pessoal.

Na entrevista, ela não deu detalhes sobre as atitudes legais e nem sobre a adoção da criança, mas esclareceu que denunciou seu agressor. “O que eu queria contar é que fiz o boletim de contra o meu agressor, porque até hoje sou muito julgada pelas pessoas que acham que eu não denunciei. Não o fiz imediatamente, mas denunciei”, ressaltou.

Klara ainda disse que, após passar por essa exposição, não deseja que ninguém sofra o mesmo. “Se a situação não é com a gente, a gente não tem que entender a decisão, apenas respeitar “

A atriz está no elenco de Bom Dia, Verônica, série original da na qual interpreta Ângela, uma jovem que sofre e psicológico do próprio pai. A terceira e última temporada da produção chega ao streaming na quarta-feira, 14.