Imagens encontradas pela polícia no celular de Elize Matsunaga podem fazer com que ela volte para a . É que o promotor público Odilon Nery Comodaro pediu a da liberdade condicional, após ter acesso a várias fotos da loira bebendo em bares às 23h e comendo comida japonesa à noite.

As fotos mostram Elize Matsunaga cometendo três faltas, violando as regras de sua condicional: ela não respeitou o horário de reclusão, das 20h às 6h, ingeriu bebida alcoólica em local público e ainda saiu da cidade sem avisar a Justiça.

Para justificar a viagem irregular, Elize teria dito a uma amiga que precisava ver o mar. De acordo com a polícia, não cabe prisão ao crime de uso de documentos falsos, mas o caso de Elize deveria ser analisado por causa da condicional.

Veja as fotos no abaixo:

Reviravolta sobre Elize Matsunaga

Conforme o jornalista Ulisses Campbell, responsável pela biografia de Elize Matsunaga, o juiz da comarca de Franca, José Rodrigues Arimatéa, decidiu que a ela ficará em liberdade condicional, pelo menos até a acusação de fraude de documento público seja julgada.

As fotos, segundo o juiz, não foram o suficiente para fazer Elize voltar para a cadeia. Em defesa, o advogado argumentou nos autos do processo que sua cliente não merece ser punida porque ela ainda é ré primária.

De acordo com Ulisses Campbell, o advogado de defesa também anexou ao processo de execução penal de Elize Matsunaga uma série de fotos em que ela aparece trabalhando como operária de obra em Sorocaba, o que contribuiu para a decisão em favor da condenada.

Confira as imagens no carrossel: