O humorista Digo Defante está sendo processado pelo representante do menino que rendeu o meme “valeu, natalina”, divulgado no canal do YouTube. Agora com 1 anos, o adolescente pede indenização por direito de imagem pelo uso indevido nos vídeos.

Segundo o blog do jornalista Leo Dias, o representante reivindica os lucros que o humorista recebeu com a divulgação do vídeo. A multa pode chegar a R$ 5 mil por dia.

Com mais de três milhões de visualizações, o meme viralizou ainda em 2019, quando Defante abordou o então menino que vendia balas nas ruas do Rio Janeiro. A criança estava com outra, que começam a discutir brevemente pela venda de bala ao humorista: 2 por R$ 5, dizia ele.

O vídeo foi gravado no fim do ano, Defante usava um goro e pedia para eles mandarem um recado: “Manda um recado para a galera aí, natalina”, diz o humorista, quando o garoto confunde “valeu, natalina”.

Com a repercussão, Defante reencontrou a dupla de vendedores para um vídeo de especial de Natal, quando ganham dois celulares do humorista, em 2020.

O vídeo citado não está mais disponível no canal. Ao jornalista, os advogados de Defante informaram que estão cientes e o caso será tratado judicialmente.