Nesta terça-feira (21), Eduardo Paes, prefeito do Rio de Janeiro, usou suas redes sociais para negar que um terceiro fã de Taylor Swift tenha morrido após o show da cantora. A informação teria sido divulgada primeiramente pelo jornal ‘Fala Brasil’, mas em seguida foi dada como uma divulgação equivocada pelo político.

A Splash, do Uol, entrou em contato com o Corpo de Bombeiros da cidade, que informou que a pessoa que faleceu próximo ao estádio Engenhão se trata de um ambulante.

“O Corpo de Bombeiros informa que, por volta das 17h15 desta segunda-feira (20.11), realizou atendimento a um ambulante, em parada cardiorrespiratória, em rua próxima ao Estádio Nilton Santos. A vítima recebeu os primeiros socorros pelos militares e foi encaminhada com vida para o Hospital Municipal Salgado Filho”, diz a nota da corporação.

A Secretaria Municipal de Saúde também reforçou a declaração de Eduardo Paes e ressaltou que a vítima, de 23 anos, tinha problemas de saúde preexistentes.

“O paciente foi levado de ambulância para o hospital, que não conseguiu reverter o quadro e constatou o óbito. O corpo foi encaminhado ao Instituto Médico Legal (IML) na manhã de hoje. O óbito não tem qualquer relação com o evento, e o paciente já apresentava problemas de saúde preexistentes”.