O influenciador usou as redes sociais para se pronunciar sobre a série de ataques que vem sofrendo na internet. Isso porque, nos últimos dias, o famoso foi acusado de dar golpes em seus seguidores por meio de um banco digital.

Na ocasião, o influenciador explicou não ter mais nenhum tipo de vínculo com a empresa e afirmou que continua sendo alvo de ataques na internet. “Eu estou bem, estou tranquilo, estou com a consciência de boa. Mas como continua, eu vou falar mais uma vez. Uma mentira contada muitas vezes, ela se torna verdade”, iniciou.

“Um rapaz no X [Antigo Twitter] colocou: ‘Carlinhos Maia roubou R$ 10 mil da minha irmã no Girabank'. Eu vou processar esse rapaz, que fique claro. Não tem como ser roubado nenhum do Girabank. É um novo cadastro que tem que ser feito, é uma plataforma digital. Eu era um dos sócios, gostaria de ser, só que eu não aguentei”, continuou.

“As pessoas usam muito o Girabank, até pessoas da minha equipe, meus amigos. Eu decidi sair porque não aguentei [as cobranças]. Comigo, qualquer coisa que acontecia, falavam que eu estava roubando dinheiro. Minhas contas estão à disposição da Justiça. Eu não preciso roubar dinheiro de ninguém. Eu não tinha condições de continuar em um negócio que qualquer coisa que acontece já me chamam de ladrão”, reafirmou o famoso.

Em seguida, o humorista resolveu por um ponto nas conversas. “Eu não tenho um real de ninguém nas minhas contas. Já estão regularizando os cadastros das pessoas, as contas estão ficando assunto. Mas, se você toda vez vier aqui [no meu Instagram] quando der um problema… Por favor, saia do banco, vá para outro”, concluiu.