Chris Rock faz piada polêmica em meio a julgamento: 'Acredite em todas, menos em Amber Heard'

Comediante falou sobre o processo de Johnny Depp e Amber Heard
| 16/05/2022
- 15:31
Chris Rock faz piada polêmica em meio a julgamento: 'Acredite em todas, menos em Amber Heard'
Johnny Depp, Chris Rock e Amber Heard (Foto: Reprodução)

A batalha judicial travada entre Amber Heard e Johnny Depp, após o ator processar a ex-mulher por difamação, segue reverberando entre famosos. Desta vez, Chris Rock - que foi agredido por Will Smith durante a cerimônia do deste ano - aproveitou um momento de seu show para falar sobre a cultura do cancelamento e para fazer uma piada com o assunto do momento.

Desta vez, durante a turnê "Ego Death Tour", o comediante usou os detalhes do depoimento de um dos motoristas de Johnny Depp, que revelou detalhes da polêmica das "fezes que a ex-esposa de Depp colocou na cama do casal".

“Acredite em todas as mulheres, acredite em todas as mulheres… Exceto em Amber Hear“, começou Chris. “O que diabos ela está fazendo? Ela cagou na cama de Johnny Depp! Ela está bem, mas não está nada bem“, fazendo um trocadilho com a expressão em inglês “not shitting fine“.

O comediante não parou por aí: “Ela cagou na cama dele. Uma vez que você caga na cama de alguém, você é culpado de tudo. Ela cagou na cama dele. O que diabos está acontecendo lá? Uau. E eles tiveram um relacionamento depois disso! Deve ser uma b****a incrível… Eu estive com algumas vadias loucas, mas caramba".

Cultura do cancelamento

Segundo o site Uol, em outro momento do show, o comediante aproveitou também para falar mais sério sobre o cerco contra a comédia e a liberdade de expressão, mostrando-se contra qualquer um que reaja de forma violenta a essa forma de arte só porque não gosta dela.

"Todo mundo está com medo, você sabe (…). O mundo inteiro está com medo de ofender. Então as pessoas estão falando menos”, disse. "As pessoas dizem que você tem que ter cuidado porque palavras machucam, palavras machucam… Você sabe, qualquer um que já disse que palavras machucam nunca levou um soco na cara, eles merecem nosso amor e compaixão. Mas, se todo mundo afirma ser uma vítima, então ninguém ouve as verdadeiras vítimas”, completou, demonstrando de forma indireta sua insatisfação com o que aconteceu na edição do Oscar deste ano.

Julgamento desta segunda-feira (16)

O julgamento de Amber Heard no caso movido por Johnny Depp teve início no dia 11 de abril, e já ouviu o depoimento do ator sobre os abusos que ele diz ter sofrido de sua ex, incluindo um caso de agressão que o fez perder a ponta de um dos dedos da mão.

Amber começou a dar seu depoimento algumas semanas atrás. O ator está processando sua ex por 50 milhões de dólares por difamação, após Amber ter acusado o ator de 'Piratas do Caribe' de ter abusado dela e de ter sido violento com ela por anos

A atriz Amber Heard disse aos jurados em depoimento nesta segunda-feira (16) que Johnny Depp a jogou contra uma parede e enrolou uma camisa em seu pescoço durante a lua de mel deles em 2015, no Expresso do Oriente.

Heard retornou ao banco das testemunhas no julgamento realizado no Estado norte-americano da Virgínia, no qual os jurados estão avaliando um duelo de acusações de difamação por parte dos ex-cônjuges.

Relembre o caso

Depp e Amber começaram a namorar em 2012 e se casaram em 2015. Em 2016 ela entrou com um pedido de e conseguiu uma ordem de restrição contra o ator alegando violência doméstica da parte dele.

O divórcio foi finalizado em 2017 e, no ano seguinte, a atriz escreveu a carta aberta que motivou o processo do ator - Amber, por sua vez, entrou com uma ação contra Depp, de 58 anos, pedindo quase R$ 466 milhões em danos e dizendo que sua equipe jurídica a acusou falsamente de fabricar acusações contra o ator.

A reconvenção de Heard acusa Depp de orquestrar uma "campanha de difamação" contra ela e descreve seu processo como uma continuação de "abuso e assédio".

(Com supervisão de Guilherme Cavalcante)

Veja também

O sobrinho ainda disse que lamenta que Michael tenha morrido e que essas alegações tenham sido feitas depois de sua morte

Últimas notícias