MidiaMAIS / Famosos

Vitão defende Luísa Sonza após ataques por morte de filho de Whindersson

Cantor postou longo desabafo em suas redes sociais após namorada aparecer chorando por ter sido 'culpada' por internautas por morte de João Miguel

Nathália Rabelo Publicado em 31/05/2021, às 19h00

Vitão defendeu a namorada e se mostrou contra o ódio gratuito na Internet
Vitão defendeu a namorada e se mostrou contra o ódio gratuito na Internet - Foto: Reprodução/Instagram

Vitão usou suas redes sociais nesta segunda-feira (31) para defender a namorada, Luísa Sonza, após a cantora receber ataques de internautas sendo culpada pela morte de João Miguel, filho de seu ex-marido, Whindersson Nunes, com Maria Lina.

"Fiquei muito comovido e mexido hoje de manhã, quando vi a notícia do filho do Whindersson e da esposa dele. Tenho muita vontade de ser pai um dia, não imagino o que deve ser a dor de um pai e uma mãe de perder um filho assim. Quando vejo as pessoas, mais uma vez, atacando a Luísa na internet, parece que vocês estão tentando amenizar a dor deles causando muita dor em outra pessoa, mas vocês não estão amenizando dor nenhuma, estão causando muita dor na Luísa e neles também, só gerando mais dor", afirmou em uma série de vídeos nos Stories.

Ele continuou: "A Luísa é minha parceira de vida e é muito doloroso ver ela passando por isso, sendo culpada por um bagulho tão sério. Isso não é brincadeira. Quem faz isso realmente não sabe o que está causando dentro da cabeça de outras pessoas e do coração. A gente já passou por muita coisa dolorida juntos. Nesse momento não estou perto dela. Ver isso acontecendo com ela à distância é muito difícil. Estamos nesse nível das pessoas terem que postar Stories chorando para serem ouvidas. E ainda sim não são ouvidas."

Mais cedo, Luisa chegou a compartilhar alguns stories chorando muito pedindo para que as pessoas parassem com o assunto, mas apagou os vídeos logo em seguida.

Maria Lina deu à luz no último sábado (29) com 22 semanas de gestação. O bebê teve que ser internado na UTI para receber cuidados, já que uma gravidez normalmente dura por volta de 40 semanas, mas não resistiu.

Jornal Midiamax