MidiaMAIS / Comportamento

Sabe por que cada vez mais bebês de Campo Grande estão usando fraldas de pano?

Em 2 anos, bebê usa aproximadamente 3,8 mil fraldas que são jogadas

Mariana Lopes Publicado em 21/12/2017, às 13h05

None

Em 2 anos, bebê usa aproximadamente 3,8 mil fraldas que são jogadas

As fraldas de pano voltaram. Para algumas pessoas, a ideia pode parecer retrógrada, mas se considerar sustentabilidade e economia, a situação muda de figura. Durante o tempo até a criança desfraldar, geralmente por volta dos dois anos e meio, a média de gasto é de R$ 4 mil com as descartáveis contra R$ 700 com as de pano, ou seja, seis vezes mais.

Embora haja o contraponto da praticidade, que muitas vezes facilita a rotina corrida dos pais, a volta do uso das fraldas de pano vai contra a maré do descarte, que gera cada vez mais lixo no meio ambiente. Segundo a doula e empresária Laís Camargo, mesmo que a procura pelas fraldas seja mais por causa da economia, a questão ambiental também é um ponto importante que tem sido considerada pelos pais.

(Reprodução/Pinterest)“São um bilhão de árvores por ano para produzir fraldas descartáveis, sem contar que cada uma delas demora de 20 a 200 anos para decompor. Sem contar que um bebê, em dois anos, usa aproximadamente 3,8 mil fraldas descartáveis, que são jogadas”, destaca Laís.

Laís ainda rebate outro questionamento ambiental. “Tem gente que fala que as fraldas de pano consomem mais água para limpar. Mas, de certa forma não, porque as descartáveis levam muita água na fabricação do plástico”, destaca.​

Como funciona

Hoje em dia, o designer das fraldas de pano também é diferente, desde as estampas até a forma de ajuste. Nada de alfinetes ou pedaços de tecidos que precisam ser dobrados várias vezes até se encaixar no quadril dos bebês e garantir que o xixi não vaze.

Sabe por que cada vez mais bebês de Campo Grande estão usando fraldas de pano?

As fraldas são usadas com absorventes, que nada mais é do que um tecido feito de material absorvente, projetado para ser colocado dentro da fralda de pano com a função de reter o xixi e o cocô do neném.

Mãe de uma menina de dois meses, Elayne Patrycia de Souza Pontarolo Lucas, 25 anos, conta que tem oito fraldas e 20 absorventes. “O investimento sai um pouco caro, mas depois compensa. A longo prazo o custo é menor, além de ser mais saudável pra nossa filha”, afirma.

Embora Elayne já tenha sido questionada se daria conta de manter limpas todas as fraldas, ela garante que não tem muito trabalho com isso. “É só colocar na máquina de lavar”, diz.

Investimento é alto, mas depois compensa, afirmam mães (Reprodução/Pinterest)

Segundo Laís, o ideal é que cada bebê tenha entre 15 e 20 fraldas. “Elas servem em bebês com 3 a 18 quilos, pois são ajustáveis conforme eles crescem. Ou seja, da hora que nasce até a hora que deixa a fralda”, diz.

Inclusive, Laís explica também sobre a doação das fraldas, o que as tornam ainda mais econômicas e sustentáveis. “É como uma roupa, lavou está nova. Diferente de roupa íntima adulta, que não são repassadas por risco de DST. Criança não tem esse problema. Eu ganhei umas fraldas e também já doei outras. Se foram bem conservadas, elas ficam em perfeito estado”, garante a empresária.

Jornal Midiamax