MidiaMAIS / Comportamento

‘Drible’ as ciladas da Black Friday com essas dicas e evite golpes nesta sexta

Festival de descontos está chegando

Daiane Libero Publicado em 23/11/2017, às 09h00

None

Festival de descontos está chegando

Campo Grande, assim como o resto do Brasil, se prepara para mais uma Black Friday nesta sexta-feira (24), quando inúmeras marcas de muitos e muitos segmentos do consumo se preparam para realizar promoções que, de cara, parecem “imbatíveis”. E só por aqui, é esperado movimento de R$ 114 milhões nesse dia. A primeira Black Friday do Brasil, em 28 de novembro de 2010, reuniu pouco mais de 50 lojas do varejo nacional e foi completamente online.

O interesse maior das pessoas pela data é o que tem impulsionado o crescimento. As buscas sobre quando é o evento no Google cresceram 46% nos primeiros sete meses de 2017 em relação ao mesmo período do ano anterior.

'Drible' as ciladas da Black Friday com essas dicas e evite golpes nesta sexta

Nos últimos anos houve uma melhoria em relação aos anteriores na questão das reclamações. De acordo com balanço do Reclame Aqui, após o recorde de reclamações na edição de 2014 da Black Friday, houve queda de 63% em 2015 e de 34% em 2016, ambos na comparação com o ano anterior. 

Porém, muita gente reclama e já foi lesado durante esse dia “louco” de compras. Por isso, o MidiaMAIS reuniu algumas dicas que podem ajudar você a comprar o que deseja sem dores de cabeça. 

Cuidado com preços maquiados

A prática da maquiagem, também conhecida como “metade do dobro”, consiste em aumentar os preços antes da data do evento para depois baixá-los e nomeá-los como “superdescontos”. A propaganda enganosa também engloba a diferença dos preços anunciados no momento da compra e na hora do pagamento do pedido. Pesquise antes da sexta-feira, printe imagens do produto com o preço comum para poder comparar depois. 

Cuidado com a entrega

É comum encontrar lojas online que cobram um frete acima da média para compensar o desconto dado no produto. Por isso, fique atento não só aos preços de vitrine, mas também ao valor total da oferta.

Evite horários muito cheios

Nos horários de maior volume de acessos os sites de e-commerce podem apresentar lentidão ou até mesmo travar, impossibilitando que você faça suas compras com tranquilidade. Por isso, evite a meia-noite de quinta, a hora do almoço e a noite de sexta. Esses são considerados os horários de pico da Black Friday.

Compre com seu amigo

Outra boa dica: caso conheça alguém que esteja de olho na mesma loja online que você, façam a compra juntos. Dessa forma é possível dividir a taxa de entrega e economizar ainda mais.

Cuidado com ofertas por e-mail

Criminosos aproveitam a Black Friday para enviar ao público e-mails com falsas ofertas, que redirecionam o usuário a páginas de phishing (roubo de dados pessoais e bancários pela internet). Muitas dessas páginas são camufladas como sites de lojas grandes, por isso preste muita atenção ao endereço de e-mail do remetente e à URL do site divulgado. Preços muito abaixo da média e links com extensões suspeitas (como .exe ou .rar) também são sinais de um provável golpe.

Jornal Midiamax